3 dicas infalíveis para economizar na sua viagem

3 dicas
Confira mais artigos! Você vai adorar!

Inglês completo 

Inglês para viagem

Separamos 3 dicas que vão ajudar muito vocês a viajarem com preços mais justos.

Sabe aquela impressão de que viajar sempre custa caro? Pois bem, é só uma impressão. Se você se preparar, viajar pode sim caber no seu bolso. Não é sobre o quanto custa, mas sim sobre o quanto você se planeja para. Confira 3 dicas infalíveis para você economizar na sua viagem.

Programe-se com muita antecedência

Quando o assunto é viagens, a antecedência é uma aliada poderosa. Algumas dicas para você usar a antecedência a seu favor:

– Comece a se programar com 1 ano de antecedência. As passagens aéreas e as acomodações geralmente se programam 1 ano para frente, ou seja, se você vai viajar em setembro de 2021, em setembro de 2020 você já pode começar suas cotações e compras de serviços.

– Use a antecedência como poder de negociação. Se você está comprando com tanto tempo antes, você tem o poder nas mãos. Veja as acomodações que gostaria e, quando tiver selecionado as 3 melhore de acordo com seu propósito, entre em contato e veja se eles têm algum desconto para quem fecha antes. Olhe também nos sites de venda online como Decolar, Expedia, Booking, etc. Às vezes um hotel não tem uma promoção a mostra em redes sociais e no site, mas quando você liga e fala com seu departamento comercial, eles oferecem descontos e mimos para que você feche com eles. Aproveite.

– Vá de milhas. Uma das melhores questões de fechar a viagem com antecedência é que os voos estarão vazios, e isso aumenta muito você emitir sua passagem para a viagem sonhada com as milhas do seu cartão. Não perca essa chance, pois economizar na passagem pode ajudar, e muito, os seus planos.

Estude o destino antes de ir

Estudar o destino pode te ajudar, e muito, a economizar na viagem. Estude tudo o que você pode fazer por lá e como você poderá fazê-lo.

Algumas dicas úteis do que estudar:

– O mapa da cidade. Estude os principais bairros e o que há para ser visto em cada um. Veja também quais bairros devem ser evitados por serem perigosos/violentos.

– A lista dos passeios. Veja o que há para fazer na cidade, quais são os preços e horários de funcionamento. Faça uma lista de prioridades de acordo com o que é mais importante para você conhecer, mas tenha em mãos todas as opções. Se chover no dia, por exemplo, você não “perde” o dia esperando a chuva passar.

– O transporte público. Usar o transporte público é sempre mais barato do que usar taxi, Uber ou alugar um carro. Geralmente as cidades possuem mapas de transporte que você pode estudar antes. Você pode simular seus trajetos no Google e já anotar os números dos ônibus e rotas de trem/metrô que irá usar. Além de já ter os cálculos de quanto irá gastar com transporte, estudar o transporte público é entender como ele funciona e até que horas. Essas infos vão te deixar menos perdida na hora e mais segura de andar por uma cidade nova e desconhecida.

– Os lugares para comer. Veja uma lista dos principais restaurantes com preço legal que você quer visitar / gostaria de provar. Já deixe anotado, assim se você passar por um na rua, já sabe que é uma boa parada. Além disso, veja onde na cidade há estacionamentos de food trucks e outras feiras de comida de rua. Essas opções geralmente possuem menores preços e costumam ter ótimas opções de comidas e sabores locais, além de opções tradicionais que você não conheceria se fosse apenas em restaurantes de franquia.

– Os eventos da cidade enquanto você estiver lá. Saber se você está viajando em um feriado local ou em um mês com celebrações específicas pode te render boas experiências com preço aceitável / de graça. Imagine viajar pelo Brasil em junho, por exemplo, e poder visitar festas juninas típicas das cidades? É a mesma sensação quando você viaja pelo mundo e já sabe quais eventos esperar.

Evite acomodações tradicionais

Essa dica tem se tornado popular com o passar dos anos, mas muita gente ainda tem receio de outras opções que não sejam os hotéis de rede. Nosso conselho é que você busque alternativas mais econômicas / sem custo, para que possa abater essa despesa de suas contas. Quanto mais tempo planejar ficar, mais importante essa dica será.

As principais opções podem ser:

– Albergues. Com beliches em quartos compartilhados com pouco conforto e privacidade, os albergues geralmente já têm café da manhã incluso e ainda te permitem conviver com uma galera multicultural que vive com o pé na estrada.

– Campings. Essa opção é legal para quem está viajando para um destino de natureza e com o carro. Ficar em uma barraca é uma ótima opção de aventura, experiência e economia.

– Couchsurfing. É um app que te hospeda de graça em troca de convivência e dicas de cultura. Quem escolhe essa opção deve ter em mente que deverá desprender um tempo do seu dia para interagir com os anfitriões.

– Acomodação em troca de trabalho. Há vários sites (Worldpackers, Workaway, WWOOF, HelpX) que te hospedam de graça em troca de algumas horas de trabalho diário.

– Cuidar de pets. É possível viajar de graça e ficar em acomodações incríveis através de sites que pedem para você cuidar dos pets deles. TrustedHouseSitters é um deles.

– Airbnb. Apesar de já ser mais conhecido, se hospedar na cada dos outros ainda pode soar estranho. Entretanto, o dono está ciente desta condição e te receberá bem em sua casa, provavelmente com mais hospitalidade e um preço muito mais junto do que os hotéis convencionais.

Para mais novidades, me acompanhe nas redes sociais.

Gostou? Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se na Newsletter

Receba as últimas publicações e artigos em seu e-mail

Receba Cotação

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.